Sermões

TEXTO: (Atos 16: 19-26).
"Vendo os seus senhores que se lhes desfizera a esperança do lucro, agarrando em Paulo e Silas, os arrastaram para a praça, à presença das autoridades;  e, levando-os aos pretores, disseram: Estes homens, sendo judeus, perturbam a nossa cidade,  propagando costumes que não podemos receber, nem praticar, porque somos romanos.  Levantou-se a multidão, unida contra eles, e os pretores, rasgando as suas vestes, mandaram açoitá-los com varas.  E, depois de lhes darem muitos açoites, os lançaram no cárcere, ordenando ao carcereiro que os guardasse com toda a segurança.  Este, recebendo tal ordem, levou-os para o cárcere interior e lhes prendeu os pés no tronco.  Por volta da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam louvores a Deus, e os demais companheiros de prisão escutavam.  De repente, sobreveio tamanho terremoto, que sacudiu os alicerces da prisão abriram-se todas as portas, e soltaram-se as cadeias de todos" (Atos 16: 19-26).
Introdução:
Quais são os três poderes que sustentam a nação brasileira:
O EXECUTIVO. Que executa as leis. É representado pelo Presidente da República.
O LEGISLATIVO. Que cria as leis. É representado pelos deputados e senadores.
O JUDICIÁRIO. Que julga conforme as leis. É representado pelos juízes e magistrados.
Qual é o sistema de governo estabelecido por Deus para a família:
O HOMEM -  como cabeça e responsável pelo lar.
A ESPOSA -  como auxiliadora e deve estar em plena submissão ao marido, assim como o marido ao Senhor.
OS FILHOS -  devem obedecer e honrar os pais. Tem mandamento pra isso!
Os três poderes do mundo espiritual são: PRINCIPADOS, POTESTADOS E EXÉRCITOS ESPIRITUAIS, conforme descritos em Efésios 6:12.
E, o CRENTE, quais são os três poderes que devem governar a sua vida?
O relato bíblico da conta de que Paulo e Silas estavam realizando um excelente trabalho de evangelização e implantação de igrejas em Filipos, uma cidade difícil de trabalhar por causa do politeísmo.
Mesmo assim pessoas estavam sendo transformadas pelo poder da Palavra pregada.
Perseguidos por uma mulher possessa que tentava revelar e delatar a obra missionária, Paulo irritado, expulsa o espírito adivinhador que a usava.
Isso causou furor entre os comerciantes, que se uniram aos magistrados para o espancamento e, a seguir a prisão dos missionários (19-24).
A partir de então podemos encontrar os TRÊS PODERES QUE SUSTENTAM A VIDA DO CRENTE:
FT.: O PRIMEIRO PODER É:
1 -  O PODER DA ORAÇÃO.
“... perto da meia noite...”
Sobre as palavras:
Meia – Significado: Flecha que divide.  Neste caso ela faz uma divisão entre a vida e a morte, pois somente é usada contra um inimigo!
Noite – Oportunidade de esconder-se. Há um demônio que atua durante a noite lançando setas e aprisionando pessoas.
Em síntese> A meia noite O Diabo coloca alguns de seus demônios para atacar e aprisionar pessoas com as suas armas.
Mas, a meia noite, do ponto de vista bíblico é também a hora da manifestação de Deus para a libertação e redenção de pessoas.
O texto diz: “...perto da meia noite...”.
Isso nos mostra a grande possibilidade dos apóstolos saberem o que estavam fazendo: ORANDO!
A oração chegou ao lugar onde está assentado aquele que ouve e responde orações.
Portanto, o que vemos é que a ORAÇÃO produz manifestações espirituais.
Resultado: vs 26.
FT.: O 2º Poder que Sustenta o CRENTE é:
2 -  O PODER DA ADORAÇÃO (serviço).
O que acontece quando um crente serve a Jesus com exclusividade?
Ele alegra o coração de Deus e, Deus que o ama, abre caminhos, socorre, ajuda, livra defende, faz aquele servo fiel prosperar!!!
“De repente houve um terremoto intenso naquele lugar (apenas na cadeia)”.
A cadeia foi sacudida, e não destruída, as portas se abriram, as correntes se soltaram dos pés dos presos”. E todos permaneceram ali!
Um grande abalo localizado havia acontecido provando que ninguém pode impedir o agir de Deus quando um crente verdadeiro ora (Is. 43:13).
FT.: O 3º Poder que Sustenta o CRENTE é:
3 – O PODER DA PALAVRA
Depois de ouvi-los orando e cantando agora era a hora de ouvi-los pregando a palavra que liberta das algemas espirituais.
“Disse o carcereiro: senhores que preciso fazer para ser como vocês? Paulo respondeu: Crê no Senhor Jesus, e sereis salvo tu e a toda a tua família.
Vs. 32: “então pregaram a palavra de Deus a ele e a todos de sua casa.”
A palavra de Deus tem poder para salvar um, dois, três, milhares de pessoas que acreditem e validem o sacrifício vivo de Jesus na cruz.
Tem poder para restaurar e salvar a família.
Mateus 16:16 diz: Aquele que crer e for batizado será salvo. Todavia, quem não crer será condenado!
Há poder na Palavra de Deus para quebrar cadeias e cortar amarras, desfazer vínculos e libertar oprimidos.
Basta crer. Basta querer, bastar dizer: Eu aceito Jesus como o meu único e suficiente salvador, senhor e libertador!
O resultado extraordinário deste acontecido foi o batismo de todos daquela família. Quando? Na mesma hora!!!!
Quando um crente transformado evangelicamente, biblicamente entende a mensagem de Deus, ele não quer esperar, logo deseja ser batizado!
Conclusão:
Hoje te veio salvação e a oportunidade de contar com os três poderes que sustentam o crente:
1-  O PODER DA ORAÇÃO
2- O PODER DA ADORAÇÃO E
3- O PODER DA PALAVRA DE DEUS.

O mesmo Deus que operou naquela noite, pode operar nesta, vencer com você o Diabo e todos os seus aprisionamentos, para que você seja feliz e tenha a vida eterna.
Domingo 23/11/2014 – noite.

 

TEMA: O QUE FALTA PARA O BRASIL SER FELIZ?
Texto – Salmos 33: 12ª


INTRODUÇÃO
O texto bíblico fala de Felicidade, de Povo e de um Deus que é Senhor.
O QUE É FELICIDADE: A felicidade é um estado durável de plenitude, satisfação e equilíbrio físico e psíquico, em que o sofrimento e a inquietude são transformados em emoções ou sentimentos que vai desde o contentamento até a alegria intensa ou júbilo.
O QUE É POVO: Do ponto de vista do Direito Constitucional moderno, o povo é o conjunto dos cidadãos de um país, ou seja, as pessoas que estão vinculadas a um determinado regime jurídico, a um estado. Um povo está normalmente associado a uma nação e pode ser constituído por diferentes etnias.
QUEM É ESSE DEUS: IAWÉ é o seu nome. O Deus de Israel. O grande Eu sou.
F.T.: De acordo com o texto como podemos identificar o que falta para o Brasil se enquadrar nos critérios do salmista?
1 – FALTA O DEUS DA NAÇÃO (VS.4).
Não é que o povo não tenha um deus, é que o povo não tem o Deus de Israel, o único Deus.
Buda (Siddhartha Gautama), Maomé (Islamismo), Confúcio (Filósofo Chinês), Mormonismo (Igreja de J C dos santos dos últimos dias - Joseph Ismit), Testemunha de Jeová (Russelitas), Kardecistas (Hippolyte Léon Denizard Rivail), todos estes têm um Deus, mas não IAVÉ, criador, governador e sustentador do Universo.
F.T.: De acordo com o texto como podemos identificar o que falta para o Brasil se enquadrar nos critérios do salmista?
2 – FALTA A PALAVRA DE DEUS NA VIDA DO POVO (VS. 4).
Todos os ensinos derivados destas religiões e seitas transmitem conceitos de sabedoria, ética e meditação, que geram paz, alegria e eliminação do sofrimento, mas nenhum deles ensina a verdade sobre o homem: de onde ele veio, qual a sua verdadeira missão e para onde ele vai. O pecado é desconsiderado e o retorno da alma aperfeiçoada é a doutrina máxima.
O deus destas seitas e religiões é o próprio homem, a sua filosofia ou um ser distante que abandonou a criatura para o seu próprio desenvolvimento.
A Bíblia ainda é um livro desconhecido pelos brasileiros. Muitos a conhecem apenas pelo seu formato e por fazer parte da vida cultica dos evangélicos.
A Bíblia é a revelação completa de Deus. É o manual do fabricante. É a bússola de navegação e de orientação da humanidade.
Em João 5:39-40Jesus disse: "Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam; mas não quereis vir a mim para terdes vida! ".
Jesus estava dizendo que aqueles homens examinavam as escrituras apenas para obterem conhecimentos utilitários para alcançarem a vida eterna, mas o rejeitavam o caminho que conduzia a ela, o filho de Deus, Jesus”.
Não basta ter, conhecer ou examinar a Bíblia, é preciso ter uma experiência pessoal com aquele cuja Bíblia aponta como único meio de alcançar a salvação e a vida eterna.
F.T.: De acordo com o texto como podemos identificar o que falta para o Brasil se enquadrar nos critérios do salmista?
3 – FALTA UM GOVERNO JUSTO (Prov. 29:2).
“Quando os justos governam, alegra-se o povo; mas quando o ímpio domina, o povo geme.”
Quem são eles? São aqueles que foram justificados pelo sangue de Jesus, o cordeiro de Deus.
São os que validaram o sacrifício vivo de Cristo na cruz do calvário.
São os que praticam a justiça em favor dos injustiçados e dos menos favorecidos.
São os que pregam as boas novas que apontam o único justo que pode justificar os demais.
Quando este justo ora e clama ao seu Deus, é atendido; a sua terra é sarada e curada para voltar a prosperar através das mudanças profundas e poderosas realizadas por este Deus.
Conclusão:
Como Igreja, representantes de Cristo na Terra, temos a responsabilidade de orar, buscar a face de Deus com jejuns, arrependimento e decretos proféticos.
Paulo ensinou o seguinte a Timóteo: “Exorto, pois, antes de tudo que se façam súplicas, orações, intercessões, e ações de graças por todos os homens, pelos reis, e por todos os que exercem autoridade, para que tenhamos uma vida tranquila e sossegada, em toda a piedade e honestidade.” ( 1 Tm 2.1-2).
“Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor, e o povo que ele escolheu para a sua herança.”
Como Igreja de Jesus Cristo na terra, devemos testemunhar a aliança que temos como Iavé, Pregar  a sua palavra e escolhermos homens e mulheres sérios para nos governar com justiça e santidade.
Não esperamos uma nação perfeita aqui neste plano, mas uma numa nação feliz por causa de Deus, da sua Palavra e dos que a governam com justiça!
Domingo 05 de outubro de 2014 – Eleições/Brasil.




Introdução:

Texto: “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo.” (Efésios 1:3 – RC).

DUAS COISAS:
1. Você precisa receber o perdão de Deus;
2. Você precisa, por conseguinte, ser feliz de verdade!
O QUE ACONTECE COM A PESSOA QUANDO ACEITA JESUS COMO SEU SALVADOR?
RECEBE BÊNÇÃOS ESPIRITUAIS!
Primeira Bênção - O ESPÍRITO SANTO EM SUA VIDA.
Segunda Bênção - O PERDÃO DE DEUS PARA OS SEUS PECADOS.
Terceira Bênção - A REDENÇÃO DE SUA VIDA POR CRISTO.
Quarta Bênção - A PAZ DE DEUS PARA O SEU DIA-A-DIA.
Quinta Bênção - A ESPERANÇA DE VIDA ETERNA.
CONCLUSÃO
VOCÊ TAMBÉM PODE RECEBER AS BÊNÇÃOS ESPIRITUAIS!
BASTA ABRIR-SE PARA A DEMOSNTRAÇÃO DO AMOR DE DEUS!

João 1:12: Mas, a todos quantos o [receberam], aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus.



Introdução:

Texto: II Cor. 10:3-4

“Porque, embora andando na carne, não militamos segundo a carne, pois as armas da nossa milícia não são carnais, mas poderosas em Deus, para demolição de fortalezas;”

Deus instituiu o casamento entre duas pessoas heterossexuais, maduras, responsáveis e inteligentes, para gerar resultados abençoadores na terra e no céu.

Deus institui a família e deu a ela, através de Abraão, toda a chance de ser feliz conforme Gn. 12:3 e a ratificou em At. 3:5.

Uma enorme batalha espiritual está sendo travada contra os lares que não querem abrir mão das bênçãos do Senhor  e tudo fazem para agrada-lo e servi-lo.

Na carta de Paulo aos Corintios, encontramos que a vitória sobre estas batalhas, são possíveis mediante as provisões  e as providências divinas e não pela carne, porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim, poderosas em Deus, para destruição das fortalezas.

O que a família deve fazer para alcançar a verdadeira felicidade?

1- TER AVERSÃO AO DIABO E AS SUAS OBRAS

Alguns cristãos encaram a vida de maneira tão passiva e insípida, que nunca tem sentimentos fortes a cerca de nada. Porém, qualquer crente que ama firmemente o Senhor Jesus cristo tem muitas razões para odiar o diabo.

As Escrituras Sagradas ensinam que devemos amar os nossos inimigos, isto é, todos, menos um – o diabo. E, quando estamos suficientemente irados contra ele, partimos para a ofensiva, reconhecendo-o como maior inimigo de nossas almas.

O que a família deve fazer para alcançar a verdadeira felicidade?

2 - ORAR A DEUS POR LIBERTAÇÃO

Precisamos buscar força divina para expulsar os demônios com a mesma confiança com que oramos em favor da saúde. O mesmo inimigo que causa enfermidades é responsável por outros tipos de tormentos demoníacos.

A autoridade do nome de Jesus pode ser usada tanto para curar as doenças como para expelir os demônios e suas ações perturbadoras.

A maneira como Deus tem cumprido Sua Palavra tem deixado muitos cristãos maravilhados, pois eles têm confirmado sua fé. Saiba que o Senhor é fiel e vela por sua Palavra para cumpri-la.

O que a família deve fazer para alcançar a verdadeira felicidade?

3 – ESTAR PRONTA A PERDOAR

Uma das passagens mais importantes nas Escrituras é a que preceitua: “Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira. Não deis lugar ao diabo” Ef.4:26-27. Esse versículo é muito claro e nos faz crer que quando não perdoamos nossos semelhantes estamos convidando as forças diabólicas a penetrar na área de nossas relações até ser um membro de nossa família.

Cada vez que recusamos perdoar, estamos dando a satanás a chance de alcançar vitórias contra nós. Jesus condicionou o perdão divino à maneira como perdoamos aos nossos devedores. Mt.6:12-15.

4 – LOUVAR A DEUS CONTINUAMENTE

A salvação é motivo d gozo e alegria. Esses sentimentos se manifestam no louvor que tributamos a Deus com a alma agradecida: I Tes. 5:18.

O louvor e adoração não devem depender do que sentimos ou das circunstâncias em que nos encontramos, pois dizem respeito às nossas dividas a Deus em todo tempo.

Geralmente é fácil louvar a Deus quando tudo corre bem, mas às vezes falhamos nos tempos e nas circunstâncias difíceis. A ordem é: “Em tudo daí graças”.

Lamentar, mal dizer, praguejar é render-se diante das hostes satânicas; é entristecer o Espírito Santo. É entregar-se ao maligno.

Conclusão:

Na Bíblia não há promessa de que o cristão e a sua família serão poupados da guerra espiritual. A promessa é que pela graça de nosso Senhor Jesus Cristo podemos ser vitoriosos nessa guerra.

Arme-se! Enfrente! E Vença!


Introdução:

Texto: I Pedro 3:1-7

A palavra de Deus apresenta o perfil da mulher virtuosa, capaz de construir a grandeza do seu lar, a felicidade do esposo e a dos filhos. O apóstolo Pedro apresenta as responsabilidades no casamento de ambos, marido e mulher, estabelecendo assim um padrão divino para a família.

Este padrão deve ser seguido também pela mulher cujo marido não é convertido, para que ela o veja um dia, transformado pelo poder do nome de Jesus, graças ao seu testemunho de vida cristã.

Ilustração: “Certa vez uma irmã foi visitar uma outra irmã da igreja cujo marido não era convertido. No meio da conversa, a irmã dirigiu-se ao marido da amiga e disse-lhe: O senhor precisa tomar a sua decisão ao lado de Cristo para se tornar um crente como sua esposa! Logo, o homem retrucou dizendo: a senhora pensa que minha mulher é mais crente do que eu? Eu não leio a Bíblia, ela também não lê; eu não oro, ela também não ora; eu me irrito, ela também se irrita; eu falo palavrões, ela também fala!”
Observe que a influência daquela mulher como cristã era nula e o resultado não podia ser outro.

A vida de uma mulher realmente cristã é um sermão eloqüente. Salomão ao referir-se a essa mulher cuidadosa e espiritual disse: “O seu valor muito excede o de rubis” Pv.31:10.

Todavia, a inobservância da Palavra e o descuido quanto aos deveres a serem praticados, têm cooperado, para que as desavenças, os desacordos, os dissabores e as amarguras culminem no pedido de separação e do divórcio, entristecendo o coração de Deus e dando um mau testemunho à sociedade que espera o melhor da família cristã, porque acredita que ela, por possuir uma vida bíblica seja diferente no tratar desse e de outros assuntos espirituais na família.

Quanto ao homem, vimos que deve submeter-se incondicionalmente a Cristo, devido à natureza santa e amável do Mestre.

Se o marido é capaz de exigir da esposa coisas que contrariam a santa vontade de Deus, a esposa não deverá se submeter. Poderá encontrar-se em situação em que se veja forçada a obedecer antes a Deus que ao marido, especialmente se este não se submete a Cristo: “Mas importa obedecer a Deus do que aos homens” Atos.5:29.

Quais são os deveres que uma mulher cristã deve reconhecer e colocar em prática para tornar o seu casamento e a sua família felizes?

1 – A MULHER CRISTÃ DEVE AMAR O SEU MARIDO (Tito 2:3-4)

“As mulheres idosas, semelhantemente, que sejam reverentes no seu viver, não caluniadoras, não dadas a muito vinho, mestras do bem, para que ensinem as mulheres novas a amarem aos seus maridos e filhos”.

Por amor, a esposa cuida do seu marido com delicadeza e respeito. Por amor, também o estimula de modo distinto, dedicando-lhe todo o seu afeto sincero e leal. Por amor, tudo faz para agrada-lo, auxiliando na construção de um lar feliz. Por amor, evidenciado em palavras e atos, a mulher pode cativar seu marido, tornando-se a sua predileta e mais amada das mulheres, desde que o marido não seja um homem desumano e desnaturado. A Bíblia diz: “A mulher virtuosa é a coroa do seu marido”.

FT.: O que mais a mulher cristã deve fazer para tornar o seu casamento feliz?

2 – A MULHER CRISTÃ DEVE RESPEITAR O SEU MARIDO (Pv. 18:22;19:14)

Falamos anteriormente sobre o respeito que o marido deve à sua esposa.
A esposa crente, que ama a Deus, obedece a Palavra e ama o seu marido, não encontrará dificuldades em atender a esse preceito divino, pois reconhece a sua importância para o bom relacionamento e para uma vida feliz.  Conhecendo esse propósito Salomão concluiu que: “... a mulher prudente vem do Senhor”.

FT.: O que mais a mulher cristã deve fazer para tornar o seu casamento feliz?

3 – A MULHER CRISTÃ DEVE SER FIEL AO SEU MARIDO (Mc. 10:6-9)

Fidelidade significa lealdade e firmeza nas afeições e sentimentos, por isso o homem deve ser fiel à sua esposa ou marido de uma só mulher. De igual modo, a mulher deve ser esposa de um só homem.

Ora, um corpo só pode ter uma cabeça. Esse preceito é ensinado por Jesus e seus apóstolos: “...anciãos, como já te mandei; alguém que seja irrepreensível, marido de uma só mulher... (Tito 1:6)”.

Precisamos nos conscientizar que o compromisso e  a base para um casamento sólido e duradouro e que, um dia comprometemo-nos em sermos fieis um ao outro, até que a morte nos separe.

Ef. 5:33 “Todavia também vós, cada um de per si, assim ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie a seu marido”.

FT.: O que mais a mulher cristã deve fazer para tornar o seu casamento feliz?

4 – A MULHER CRISTÃ DEVE CUMPRIR COM OS DEVERES CONJUGAIS (Hb.13:4)

A mulher casa tem para com o seu marido deveres conjugais, pois um dos propósitos do casamento é evitar as relações sexuais ilícitas, ilegais, e imorais.

Nesse sentido, o ensino para a mulher é o mesmo para o homem. Os direitos e deveres conjugais, as liberdades do casal, as abstinências ou separações temporais estão preceituados em I Cor. 7:2-5 que diz: “mas, por causa da prostituição, tenha cada homem sua própria mulher e cada mulher seu próprio marido. O marido pague à mulher o que lhe é devido, e do mesmo modo a mulher ao marido. A mulher não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim o marido; e também da mesma sorte o marido não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim a mulher. Não vos negueis um ao outro, senão de comum acordo por algum tempo, a fim de vos aplicardes à oração e depois vos ajuntardes outra vez, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência”, ambos devem aceitar e colocarem em prática.

A semelhança do consenso que o Senhor Jesus deseja que haja na igreja, o casal também é chamado a vive-lo em I Corintios 1:10 “Rogo-vos, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que sejais concordes no falar, e que não haja dissensões entre vós; antes sejais unidos no mesmo pensamento e no mesmo parecer”.

Uma vez observadas e praticadas, essas e outras recomendações bíblicas, muitas batalhas serão vencidas, a harmonia será restaurada e a alegria voltará a fazer parte da vida a dois.

Essa prática manterá sobre a família a bênção do Senhor Deus!

CONCLUSÃO:

O apóstolo Paulo, na sua primeira carta aos Corintios, no cap. 9:3, ensinou-lhes o seguinte: “Mas digo isto: Aquele que semeia pouco, pouco também ceifará; e aquele que semeia em abundância, em abundância também ceifará”.

A mulher cristã é especial porque tem uma palavra especial, tem um Deus especial e tem um Senhor especial na sua vida que é Jesus. Por isso, deve ser especial na vida do seu marido e dos seus filhos e, a melhor maneira de tornar essa felicidade real no seu casamento é reconhecendo e colocando em prática o seu papel de esposa:

1 –AMANDO O SEU MARIDO;
2 –RESPEITANDO O SEU MARIDO;
3 –SENDO FIEL AO SEU MARIDO;
4 –CUMPRINDO COM O MARIDO OS DEVERES CONJUGAIS.

Que o Todo Poderoso a ajude nesse processo de vida espiritual que transforma o casamento e abençoa vidas!

Introdução:

Texto: 2 Timóteo 3:1:5

Muitas pessoas hoje dizem que crêem em Deus e são “cristãs”. Todavia uma porção considerável não freqüenta um lugar de comunhão. Infelizmente, mesmo aquelas que freqüentam, não têm um relacionamento com Jesus. O texto de 2 Tm 3 especialmente no versículo 5, diz que o que realmente acontece é que elas tem uma forma de religião, mas negam o poder de vida de Cristo.

No N T, o arrependimento e a fé eram colocados juntos, sendo que tinha de haver evidência de ambos antes que uma pessoa fosse recebida na vida da igreja.

O ingresso de uma pessoa na igreja naqueles tempos exigia preliminarmente dois acontecimentos para a nova vida em Cristo: a) Eram batizados nas águas e b) eram cheios do Espírito.

O começo de uma pessoa se dava através de quatro elementos sólidos, estando prontos para começar a seguir a Cristo: Arrependimento, Fé, Batismo e Plenitude do Espírito Santo.

Sendo assim qual a melhor maneira de se iniciar a vida cristã? Biblicamente! Para isso, é preciso entender e aplicar os quatro elementos ensinados nas Sagradas Escrituras a aqueles que querem começar certo a vida com Deus.

1 – ELEMENTO - ARREPENDIMENTO – Significa mudança radical de valores, atitudes e perspectiva. Envolve uma mudança de mente e coração, levando a uma virada radical na vida. Metanóia que significa mudança total. (MUDAR O MODO QUE VOCÊ PENSA SOBRE DEUS).

2 – ELEMENTO – CRENÇA OU FÉ – Fé significa crer – ou aceitar – a verdade sobre Jesus: é agir segundo o nosso novo entendimento de Deus.

Tornar-se um cristão, significa começar a ter um relacionamento com Jesus; significa crer no que diz a Bíblia. Significa crer na completa revelação de Deus aos homens.

Em Rom. 10:17, o apóstolo Paulo diz: “Logo a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Cristo.”

Fé é acreditar e validar a verdade que revela Jesus como Filho de Deus, que foi morto, mas está vivo hoje porque Deus, o Pai, o ressuscitou dentre os mortos.

A Fé bíblica aponta para um salvador, uma vez que, o homem não pode fazer nada para salvar-se a si mesmo;

A fé bíblica ensina que Deus fez tudo que é necessário para nos salvar;
A fé bíblica ensina que quem valida o sacrifício de Cristo, recebendo-o como salvador, torna-se filho de Deus;

A fé bíblica ensina que quem assim o fizer, terá a vida eterna e não entrará em Juízo, mas passará da morte para a vida.

3 – ELEMENTO – O BATISMO NAS ÁGUAS – O verbo “batizar” vem do termo grego “baptzo”, que significa mergulhar, imergir ou submergir. O batismo é uma ordenança de Jesus para os que pertencem a igrejas.

O batismo anuncia duas coisas:

a)    O arrependimento e o abandono do pecado:
b)    O início de uma nova vida de fé com o filho de Deus, conforme Rm. 6:3; Col. 2:12. O batismo simboliza a morte e o sepultamento do velho homem; simboliza também a ressurreição do novo homem segundo Deus (2 Co. 5:17).

A BÍBLIA ENSINA QUE O BATISMO:

1)  TESTEMUNHA PUBLICAMENTE A FÉ EM JESUS CRISTO – Atos 2:41 “De sorte que foram batizados os que receberam a sua palavra; e naquele dia agregaram-se quase três mil almas”;

A cerimônia do batismo é um ato público de testemunho da nova vida com Deus assumida perante a sociedade.

Implicações com o mundo espiritual – Alguns aprisionamentos ligados ao mundo espiritual podem ser quebrados no ato do batismo (Ex. vínculos feitos por batismos anteriores – altar de ídolos – cachoeiras – ervas – terreiros e apresentações em lugares de origem duvidosa),

2) DEVE SER MINISTRADO APÓS A PESSOA CRER EM JESUS DANDO EVIDÊNCIAS CLARAS DE SUA CONVERSÃO – O batismo não muda o interior do homem. É um sinal exterior daquilo que Deus já operou no interior.

A – O BATISMO NÃO É OPCIONAL – É uma ordenança Mc 16:15-16  “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado”.

B – A FÓRMULA E O MODO DO BATISMO – Mt.28:19 “19 Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;

A água simboliza a obra que o Espírito santo já realizou no coração do hemem. Lavando-o de todos os seus pecados e regenerando-º A água em si não tem poder algum; é apenas um simbolismo espiritual.

O batismo deve ser ministrado por imersão e em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
4 – ELEMENTO -  PLENITUDE DO ESPÍRITO SANTO – Significa termos tanto dele que sejamos capazes de dizer que estamos satisfeitos.

No VT, em Êxodo 31:3 e 35:31, Bezalel é descrito como ‘cheio do Espírito de Deus’. A mesma expressão é então usada doze vezes no N T, para descrever uma maneira que as pessoas experimentavam o Espírito (Lc1:15; 1:41; 1:67; 4:1; Atos2:4(todos ficaran cheios); 4:8(Pedro ficou cheio); 6:5 (Estevão estava cheio); 7:55 (Estevão cheio); 9:17 (Paulo está prestes e encher-se); 13:52 (Os discípulos estavam alegres e cheios do Espírito).

Plenitude é encher-se do Espírito e Lucas usa o verbo pletho para melhorar a compreensão da palavra que significa ‘esponja’ e não ‘vaso’ ou ‘copo’.

A diferença é enorme, uma vez que a esponja ao ser mergulhada na água encharca-se dela, e torna-se cheia. O detalho é que algumas absorvem bem, enquanto que outras são duras e secas.

Efésios 5:18 – “E não vos embriagueis com vinho, no qual há devassidão, mas enchei-vos do Espírito”.

A melhor compreensão sobre esse ensino do apóstolo Paulo é: “prossiga sendo cheio do Espírito” isto significa pedir a Deus para purificar-nos e fazer com que absorvemos mais o Espírito.

Significa implorarmos a Deus para que Ele lide com nossas áreas duras e secas, a fim de que mais de nós fique saturado pelo Espírito.

Conclusão:

1 – ELEMENTO - ARREPENDIMENTO (MUDAR O MODO QUE VOCÊ PENSA SOBRE DEUS).

2 – ELEMENTO – CRENÇA OU FÉ – Fé significa crer – ou aceitar – a verdade sobre Jesus: é agir segundo o nosso novo entendimento de Deus.

3 – ELEMENTO – O BATISMO NAS ÁGUAS – O batismo é uma ordenança de Jesus para os que pertencem a igrejas.

Atos2:42 e perseveravam na [doutrina] dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações.

4 – ELEMENTO - PLENITUDE DO ESPÍRITO SANTO – Significa termos tanto dele que
sejamos capazes de dizer que estamos satisfeitos.

Efésios 4:14 “Para que não mais sejamos meninos, inconstantes, levados ao redor por todo vento de doutrina, pela fraudulência dos homens, pela astúcia tendente à maquinação do erro”.

Introdução:

Texto: Lucas 22:31-34; Mateus 26: 31-35, 69-75

Vivemos em dias que a sociedade corre atrás de sucesso, muito se fala, muito se cobra, e muito se divulga o sucesso das pessoas. Pedro, um discípulo de Jesus que, apesar de ter caminhado com o mestre em todo o seu ministério terreno, e ter visto e vivido juntamente com Ele experiências grandiosas, cometeu erros que mostram a fragilidade humana que pode ser vista afetando a todos os homens. Não existem super-homens e super-mulheres, somos todos feitos da mesma matéria e sujeitos a quedas. Se atendermos a orientação do Espírito Santo, identificaremos os caminhos de fracasso para vencê-los e em Cristo chegarmos ao lugar da vitória. Como conseguirmos fazer diferentes de Pedro? Vejamos o que levou Pedro ao fracasso:

1-    A FALTA DE ATENÇÃO A ORIENTAÇÃO DE JESUS (Lc 22:31).

Jesus avisou Pedro que Satanás já tinha conseguido autorização para prová-lo, mas ele não deu a mínima atenção para aquela palavra de Jesus. Devemos notar que a intenção de Satanás era de acabar com a fé de Pedro. Isto acontece conosco também, por isso temos que estar atentos aos avisos que recebemos de Deus através da Bíblia, e muitas vezes do líder, do pastor. Deus usa formas que a gente nem tem idéia, mas precisamos estar atentos e em comunhão com Ele.

2 – EXAGEROU NA AUTOCONFIANÇA - Mt 26:33

Esta postura traz sinais de soberba, isto é, quando uma pessoa julga-se superior ao que ela é. Também não podemos nos julgar menores do que somos, pois isto desonra a Deus que nos criou e salvou, e também desonra a nós mesmos. Pedro confiou em suas próprias forças, fruto de grandes experiências junto com o Mestre. Muitos crentes se consideram intocáveis, perfeitos, muito espirituais, sem dependência completa de Deus e do seu poder e caem I Co 10.12. A nossa confiança precisa estar em Deus que nos sustenta em todas as situações, pois nada acontece sem que Ele permita. Lamentações 3:37

3 – NEGLICENCIOU A ORAÇÃO E A VIGILÂNCIA - Mt 26:41

Jesus começa com a expressão "vigiem", pois, a vigilância é essencial, até mesmo antes da oração. O nosso adversário anda ao nosso derredor buscando a quem possa tragar I Pe 5.8, e somente com vigilância, fechando as brechas e andando por princípios, podemos fechar as portas para o diabo. A segunda advertência de Jesus é para a oração, orar em todo tempo, isto é, com perseverança para sermos fortalecidos. Jesus contou uma parábola, mostrando aos discípulos que deviam orar sempre e nunca desanimar (Lc 18.1-8).

4 – ESCUTOU, MAS NÃO GUARDOU O QUE JESUS DISSE (Mt 26:34).

Após as palavras precipitadas e soberbas de Pedro, Jesus o alertou que naquela mesma noite ele o trairia, porém, as palavras de Jesus não acharam lugar na alma de Pedro. Depois de poucas horas veja o que Pedro faz e fala Mt 26:69-74. Muitos ouvem as palavras de advertência do Pai, mas poucos escutam. Temos ouvido nos últimos tempos como Deus tem trazido palavras de aviso para nós, e quantas vezes passam despercebidas por nós. Escutar somente não basta, temos que obedecer, e a obediência nos traz bênçãos- Dt 10:12-13 Is 55:3.  

CONCLUSÃO
Todos s dias a voz de Jesus nos adverte que devemos manter-nos confiantes em Deus e obedecermos as ordens de Jesus (I João 5:3). Se estivermos unidos a Cristo passaremos as provas, as lutas e venceremos Satanás, pela fé e com as armas de Deus. Ao identificarmos as razões que levaram Pedro ao fracasso, precisamos trabalhar intensamente para não cometermos os mesmos erros a fim de agradarmos o coração de Deus e abençoarmos vidas.

Introdução:

Texto:Gênesis - Ml 4.5

Deus sempre tem interferido na história humana usando famílias para o bem comum da humanidade, como os exemplos:

a) Para a administração ecologicamente sustentável, convidou a família Adão e Eva. Infelizmente falharam. (Gn. 1:29).

b) Noé com a família, a Bíblia diz "divinamente avisado das coisas que ainda não se viam temeu, e, para a salvação da sua família, preparou a arca, pela qual condenou o mundo, e foi herdeiro da justiça que segundo a fé" (Hb 11.7). Noé com a família cumpriu a missão.

c) Abraão com Sara também sendo chamados por Deus para cumprirem a missão da vida e da bênção continuada para todas as gerações do povo de Deus, combateu o bom combate.

d) Deus também escolheu José e Maria para encarnar o Verbo, Jesus o Senhor dos senhores; e por intermédio dessa família beneficiando todo o gênero humano, o Verbo se fez carne entre os homens e hoje o Espírito Santo na composição da Igreja sela os que crêem em Jesus para o dia da redenção (Ef 1.13), mantém entre nós o ministério da consolação.

Deus sempre escolhe famílias para determinadas missões e toda a composição familiar, pais e filhos são responsáveis em conjunto e individualmente pelo bom desempenho para os reais e nobres objetivos sejam alcançados.
Dentro desta visão qual o desafio para a nossa família?
1 – MANTER A SANTIDADE DA FAMÍLIA
Marido e esposa devem ser tudo um para o outro.  A esposa não deve ter segredos que guarde do marido e permita que outros conheçam, e o marido não deve igualmente ter segredos para com a esposa e torná-los conhecidos de outros.  O coração da esposa deve ser a sepultura das faltas do marido, e o coração do marido a sepultura das faltas da esposa.  Nunca devem, nem um nem outro, permitir facécias a custa dos sentimentos do parceiro.  Não devem jamais, marido ou mulher, quer por brincadeira ou por qualquer outro meio queixar-se um do outro para outras pessoas, pois da prática freqüente desta imprudência, o que pode parecer uma brincadeira perfeitamente inocente acabará em conflito entre ambos e talvez em alheamento.
Dentro desta visão qual o desafio para a nossa família?
2 – MANTER A UNIDADE, O AMOR E A PAZ DA FAMÍLIA

A SEGREDO DA UNIDADE FAMILIAR

É a aproximação do Senhor e Salvador Jesus Cristo. Quanto mais próximos de Deus e da Palavra de Deus estiverem os pais e os filhos, menos divisões e discórdia haverão dentro do lar.
A causa da divisão e discórdia da família e na igreja é a separação de Cristo.  Aproximar-se de Cristo é aproximarem-se uns dos outros.  O segredo da verdadeira união na igreja e na família não é a diplomacia, o trato habilidoso, o sobre-humano esforço para vencer dificuldades – embora haja muito disto a ser feito – mas a unidade em Cristo Jesus.

Dentro desta visão qual o desafio para a nossa família?

3 – ASSUMIR TODAS AS RESPONSABILIDADES DA FAMÍLIA

Deut. 6:6-9
E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração;
7    e as ensinarás a teus filhos, e delas falarás sentado em tua casa e andando pelo caminho, ao deitar-te e ao levantar-te.
8    Também as atarás por sinal na tua mão e te serão por frontais entre os teus olhos;
9    e as escreverás nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas.

São dos pais a responsabilidade da saúde física, moral e espiritual de toda a família. Esta responsabilidade fora designada por Deus aos pais com o propósito de formar filhos com caráter, honestos e íntegros para uma sociedade que descomprometida com o moral, com o social e com o espiritual.

Enquanto os pais forem vivos a responsabilidade de educar e ensinar os filhos nos caminhos do Senhor, não poderão ser transferidos.

Conclusão:

A igreja será abençoada quando os lares forem abençoados. Maridos e esposas abençoados, que se amam, se perdoam, se entende e se respeitam, passam para os filhos os melhores exemplos a serem seguidos. Todavia se não puderem ser exemplo, nenhuma desculpa poderá fazer parte do lar cristão se Jesus estiver presente, ele e somente ele é o maior de todos os exemplos.


Introdução:

Texto: Hebreus 3:12

A sensação que alguns tem tido nos dias de hoje é de que: NADA TEM ACONTECIDO; NADA SE TEM VISTO.

Nada tem acontecido na sua vida e nada pode ser visto no tocante aos seus problemas e sentimentos. O diabo tem plantado no coração do homem a semente da incredulidade desde o início do mundo e o homem tem nutrido esse sentimento dentro de si e os resultados realmente são visíveis: nenhum milagre, nenhum sinal.

O apóstolo João registrou uma verdade absoluta e inconfundível: “Mas Jesus veio para desfazer as obras, laços do Diabo. Jesus veio para destruir as obras do Diabo”.

Is. 42:20-23 encontramos as ataduras que o Diabo tem usado para impedir a Salvação, a libertação e a vida abundante dada pelo Senhor Jesus:

a)    Ver MAS NÃO ENTENDE;
b)    Ouvi, MAS APRENDE;

É dessa forma que o inimigo tem ganhado tempo para lutar contra os santos do Senhor na tentativa de impedir que o crente amadureça e a Igreja seja edificada.

Estas são fortalezas edificadas pelo pecado da incredulidade, par separar o homem de Deus e de suas bênçãos (Hb.3:19).

FT.: O que fazer para destruir as obras do Diabo?

1 – TER CORAGEM PARA PROSSEGUIR Fil. 3:13

É preciso prosseguir com CORAGEM, CONVICÇÃO, ÂNIMO, OUSADIA, em meio as problemas, crendo que a solução virá e quando vier trará consigo como prêmio a vitória.

2 – CRER EM JESUS COMO SALVADOR E SENHOR (Rm.10:9)

Vs. 13 “Todo aquele eu invocar o nOme de Senhor jesus será salvo”.

I Tm 2:5-6 Não há outro: MAIOR E NEM IGUAL, Ele é o UNIGÊTITO FILHO DE DEUS.

3 – DEDICAR-LHE VIDA DE ADORAÇÃO EXCLUSIVA (Mt. 4:10)

Mt. 6:24 – Ninguém pode servir a dois Senhores... não podeis servir a Deus e ao Diabo.

Tg 4:5 – Deus é ciumento e não aceita que divida com outro a adoração que lhe pertence.

Conclusão:

A incredulidade que há em seu coração tem consumido a sua fé e o impedido de entender e aprender mais de Deus e da sua vontade? É preciso CORAGEM PARA PROSSEGUIR, PROSSEGUIR TESTEMUNHANDO DE JESUS COMO SENHOR E SALVADOR E DEDICANDO-LHE ADORAÇÃO EXCLUSIVA.

Hb. 3:15 – “Não endureça o coração – ouça a voz de Deus e destrua as obras do Diabo em sua vida”.







Introdução:

Texto: Ez. 22:24-30


O profeta Ezequiel fala da iniqüidade dos habitantes de Jerusalém e que Deus buscou um homem que intercedesse a favor deles e não achou. A situação se repete nos dias de hoje.

Estamos vivendo em dias de grande corrupção moral, quando o pecado não é mais considerado como pecado, mesmo entre os que se dizem cristãos.

Há um espírito de conformidade estabelecido sobre as vidas e sobre muitas famílias evangélicas. É gente que não quer fazer a separação entre o santo e o profano, entre o imundo e o limpo (Lev.10:10); entre o que é consagrado e o que não é consagrado.

O profeta Isaías 9:17 diz: “Pelo que o Senhor não se regozija nos seus jovens, e não se compadece dos seus órfãos e das suas viúvas; porque todos eles são profanos e malfeitores, e toda boca profere doidices. Com tudo isso não se apartou a sua ira, mas ainda está estendida a sua mão”.

Ez. 22:26 A palavra de insatisfação de Deus a Ezequiel com os que deveriam ser exemplo, todavia não eram: “Os seus sacerdotes violentam a minha lei, e profanam as minhas coisas santas; não fazem diferença entre o santo e o [profano], nem ensinam a discernir entre o impuro e o puro; e de meus sábados escondem os seus olhos, e assim sou profanado no meio deles.”

A palavra contra o pecado e de santificação precisa ser pregada e recebida por todos os homens e mulheres que desejam ser diferentes e fazerem a diferença, e isto, porque “FOMOS CHAMADOS PARA FAZER A DIFERENÇA”. Ez 44:23: “E a meu povo ensinarão a distinguir entre o santo e o profano, e o farão discernir entre o impuro e o puro”.

Jesus ensinou essa lição aos discípulos em Mateus 5:13-14: “Vós sois o sal da terra; mas se o sal se tornar insípido, com que se há de restaurar-lhe o sabor? Para nada mais presta, senão para ser lançado fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte;”

O Senhor está buscando em todas as igrejas alguém que seja diferente, santo, que se disponha ser intercessor, que sinta amor pelas almas perdidas e derrame seu coração em súplicas ardentes a favor dela, verdadeiros adoradores, comprometidos com a adoração, com o serviço do Reino e com o ser adorado, Jesus! ...Busquei, mas não achei!

O SENHOR ESTÁ PROCURANDO ALGUÉM PARA FICAR NO LUGAR DE MENOR DESTAQUE, TODAVIA DE MAIOR IMPORTANCIA NO CÉU, NA BRECHA. DEUS PRECISA DE ALGUÉM, A ONDE?
1 – ALGUÉM QUE FIQUE NA BRECHA DA VIDA FAMILIAR

Ficar na brecha é alguém que esteja disposto a clamar por misericórdia ao Senhor para que o pecado não penetre na família.

2 - ALGUÉM QUE FIQUE NA BRECHA DA VIDA ECLESIÁSTICA

Ficar na brecha é estar disposto a clamar por misericórdia ao Senhor para que o pecado não penetre na Igreja.

3 - ALGUÉM QUE FIQUE NA BRECHA DA VIDA PROFISSIONAL

Ficar na brecha é estar disposto a clamar por misericórdia ao Senhor para que o pecado não penetre no local de trabalho.

4 - ALGUÉM QUE FIQUE NA BRECHA DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO

Ficar na brecha é estar disposto a clamar por misericórdia ao Senhor para que o pecado não penetre nos meios de comunicação.

5 - ALGUÉM QUE FIQUE NA BRECHA DA VIDA EDUCACIONAL

Ficar na brecha é estar disposto a clamar por misericórdia ao Senhor para que o pecado não penetre nas escolas e faculdades.

6 - ALGUÉM QUE FIQUE NA BRECHA DA VIDA SOCIAL

Ficar na brecha é estar disposto a clamar por misericórdia ao Senhor para que o pecado não penetre nos governos e na sociedade.

Conclusão:

Deus precisa dos servos em todos os lugares, na música, no evangelismo, na pregação, no ensino, na administração, enfim, muitos são os lugares que o Senhor pode encontrar os seus filhos, mas o lugar de maior importância, na brecha, no lugar que oferece passagem para o pecado, para os espíritos, para o mal e para a destruição do homem.

Deus espera que vc esteja disposto, disposta a assumir sinceramente o compromisso diante dEle de orar diariamente, pelo menos pelos seus parentes e amigos que não conhecem  a Cristo como Salvador.

Deus precisa que vc tape o muro e se coloque na brecha por alguém.

I TMÓTEO 5:8 “Mas, se alguém não cuida dos seus, e especialmente dos da sua família, tem negado a fé, e é pior que um incrédulo.”

Introdução:

Texto: Gn. 26.1, 12-16


Introdução: Como fizera Abraão, Isaque peregrinou por Canaã e também pela terra dos filisteus.
Chegando à cidade de Gerar, Isaque foi bem recebido, mas as relações com aquele povo se tornaram difíceis.

1- A PROSPERIDADE DE ISAQUE (GN.26.13).
Isaque semeou na mesma terra que os filisteus. Ele prosperava, mas os filisteus não.
A diferença estava na bênção de Deus sobre o patriarca. Mesmo que não sejamos ricos,
precisamos ser bem sucedidos, pois somos abençoados.

2- A INVEJA DOS FILISTEUS. (GN.26.14)
A inveja, por si mesma, nada pode fazer contra alguém. Não se trata de uma energia invisível que possa prejudicar uma pessoa, senão ao próprio invejoso. O mal acontece quando a inveja é transformada em ação contra o próximo (Gn.26.15).

3- ADMINISTRAÇÃO DO CONFLITO (GN.26.19-22).
Os filisteus contenderam por causa dos poços. Isaque não os enfrentou, mas cedeu. Ele deixou que os filisteus ficassem com os poços. Depois, ao ser procurado por eles, não foi vingativo, mas lhes ofereceu um banquete.

4- O TRIUNFO DE ISAQUE.
Os ímpios reconheceram a ação de Deus na vida de Isaque (26.28). Logo depois de ter dado de comer aos seus inimigos, Isaque recebeu a notícia de que seus servos tinham encontrado água. Depois disso, os filisteus não o molestaram mais.

Conclusão:

Nos conflitos humanos, muitas vezes é preciso ceder. O servo do Senhor não deve ser vingativo. "Se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer" (Rm.12.20). Isto será testemunho de vida cristã.


O mês de dezembro está intimamente ligado a uma das principais festas comemoradas no Brasil e em alguns países estrangeiros, o natal. Será que esta festa está intimamente ligada ao nascimento de Jesus? Vejamos. Trocas de presentes, enfeites de sapatinhos na janela do quintal e até Papai Noel. De onde será que saiu tudo isso? Da Bíblia? Claro que não!
O significado da palavra NATAL é: Nascimento do Sol. Em Hebraico, língua do Velho Testamento, NATAN, significa presente, o mesmo significa é encontrado no Latin. Em Francês, Noel significa presente.
Os primeiros cristãos não tinham nenhum motivo para celebra-lo, afinal de contas, Jesus teria nascido entre a segunda metade de março e a primeira de abril, na estação do verão na Palestina e não em dezembro época de forte frio em Roma quando a realização de um censo seria um verdadeiro transtorno (Lc. 2:1-7). Um outro fato interessante é que os pastores não poderiam estar no campo, à noite, pois a estação do inverno trazia não só o frio, mas também muita chuva (Lc. 2:8-12). A troca de pastos nesta ocasião era necessária para os rebanhos. Durante o dia as ovelhas eram mantidas no curral e, à noite, levadas para os campos.
Faz-se necessário destacar que a data do nascimento de Jesus nunca foi definida. Nos primeiros séculos, a ocasião fora comemorada em várias datas diferentes: seis de janeiro, vinte e cinco de março, e vinte e cinco de dezembro. Foi no tempo do imperador Teodósio ( 378 – 395 d. C.), que o cristianismo se tornou religião obrigatória e as festas pagãs foram incluídas  no calendário romano como a festa de Saturno e a do Nascimento do Sol e ainda a Invencível (natalis invcti solis) celebrada pelos persas, ambas no dia 25 de dezembro.  A partir do ano 440 d.C. Roma fixou esta data para a comemoração do nascimento de Cristo incluindo-a entre as suas festas pagãs. Esta data é rejeitada por muitos especialistas em história e cronologia bíblica.
Uma outra aberração simbólica desta festa é o uso da Árvore de Natal – o pinheiro. Em Ezequiel capítulo 8:14, a encontramos como preferida por Tammuz, deus da Babilônia. Como podemos perceber, este símbolo é mais um modelo utilizado em uma festa pagã conhecida como o Nascimento do Sol Invencível. Ao que tudo indica, São Bonifácio, foi quem primeiro relacionou a árvore ao Natal, dedicando o pinheiro ao “menino Jesus”. O pinheiro é a única árvore dos países frios que não perde suas folhas, mesmo durante o inverno. Por isso, é usada como símbolo da perenidade. No século XVI, na Alemanha, surgiu a idéia de adorna-la com enfeites.
Na Itália a figura de uma bruxa chamada Befana é usada para a distribuição de presentes e Papai Noel é desconhecido. Na Espanha a figura dos três reis magos é usada e ligada a essa prática.

A Bíblia ensina que a mentira é uma arma estratégica usada por Satanás para enganar os homens e alguns cristãos desapercebidos e desinformados, levando-os aoempobrecimento e até a inércia espiritual (Isaiás 5:13). Pode-se considerar perigoso o fato de colocar dentro de casa uma árvore enfeitada, tirar foto com Papai Noel, ou usar qualquer objeto relacionado à idolatria e ao paganismo, leia Deuteronômio 7:25-26 e I Cor 10:21, faça uma séria reflexão do envolvimento e laço no mundo espiritual de quem participa de tais cerimônias e pratica tais mentiras direta ou indiretamente.
Papai Noel é uma lenda, uma história fictícia vinda da América, que reúne informações sobre certo homem conhecido como São Nicolau, que veio da Europa vestido de roupas árticas e que andava de trenó. O soma destas informações criou a figura do conhecido bom velhinho, vestido de roupa vermelho e branco, com longa barba, que satisfaz os desejos de todas as criancinhas que prometem ser obedientes aos pais. No dia de Natal, à meia noite, ele desce pela chaminé (das casas que possuem uma), com lindos presentes. Sustentar esta mentira é tornar-se aliado de Satanás e fazer o que ele deseja (João 8:44). Cristãos maduros, não compactuam com isso, e ensinam aos seus filhos a verdade sobre o NATAL DE JESUS (Isaías 9:6), que revela o amor de Deus pelos homens perdidos reconciliando-os ao Pai, livrando-os das mãos destruidoras de Satanás que veio para roubar, matar, destruir e conduzir o homem a condenação” (João 10:10; I João 3:8).
Só aos gananciosos, avarentos, oportunistas e tendenciosos, que pensam e si mesmos (II Tm. 3:2), interessa manter viva na mente das pessoas tais mentiras, pois elas aumentam o faturamento de seus negócios, enriquecendo-os as custas da desinformação e da ingenuidade ao venderem artigos e produtos ligados a esta e a outras ocasiões como: Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia das Crianças, etc. Todavia, estas celebrações desagradam a Deus pelo fato de não expressarem o seu verdadeiro propósito e não fazerem parte da doutrina bíblica cristã (Deuteronômio 6:6-7; Josué 1:8). No livro de Provérbios cap. 15:31 está escrito o seguinte: O ouvido que escuta a advertência da vida terá a sua morada entre os sábios.
Se você já montou a sua Árvore e está, enfeitando-a para dar um toque especial no dia de Natal, lembre-se de que Deus está à procura de verdadeiros adoradores, que o adorem em espírito e em verdade (João 4:23). Não se deixe levar por lendas e histórias que não produzem fé, que não falam a verdade sobre Jesus, céu e inferno(João 6:54 e 56). Satanás espera que você pense que isso não tem nada a ver, porque é assim que ele continuará agindo para cegar o entendimento dos incrédulos(II Co 4:4), e neutralizar a visão dos escolhidos para que o inferno não seja saqueado e vidas resgatadas do seu cativeiro pelo poder da Palavra e do Nome de Jesus através da pregação e do testemunho(Mt. 16:18).
Pense bem antes de colocar dentro de sua casa um destes objetos e quando estiver comemorando o Natal, faça-o biblicamente, com sabedoria, espiritualidade e lembre-se: O ANIVERSARIANTE É JESUS! Que Deus abençoe a sua vida e a sua casa.

Pr. Carlos Carnavalli.

Certa ocasião, o Senhor Jesus tendo sido procurado por alguns fariseus e escribas vindos de Jerusalém, respondeu a seguinte pergunta: “Por que transgridem os teus discípulos a tradição dos anciãos? Pois não lavam as mãos, quando  comem. Jesus respondeu: “E vós,  por que transgredis o mandamento de Deus por causa da vossa tradição?
A tradição é culpada de muitos erros de interpretação e da falta do cumprimento das leis de Deus. Certos legalismos impostos por critérios que favoreciam o clérico religioso do passado, contribuiu para que pessoas evitassem comer carne na sexta-feira, não varressem a casa, não penteassem o cabelo, não escovassem os dentes  não tomassem banho. 
Não foram estes os únicos erros cometidos por milhões de pessoas ao longo dos séculos, outros piores, que além de não terem sido combatidos, foram incentivados e propagados pela tradição como, por exemplo: o coelho e o ovo de chocolate.   
A verdadeira Páscoa não fala de um coelho, mas de um cordeiro de Deus que é Jesus; não fala de proibições, mas da libertação do cativeiro do pecado; não fala de ovos de chocolate, mas do precioso sangue de Jesus Cristo vertido na Cruz por causa dos nossos pecados.
Incentivar o consumo, fabricar, comprar, dar ou receber estes e outros produtos  que apontam para práticas pagãs, significa sustentar uma mentira pregada e ensinada por aqueles que não tem interesse em divulgar a verdade porque lucram com a mentira.
A Bíblia apresenta-nos as verdades que fazem a diferença sobre este assunto primeiro com relação ao lugar onde ocorreram os fatos, O EGITO. A etimologia da palavra mostra que aquele era um lugar de aprisionamento, de cativeiro do povo hebreu, um lugar de engano, de trabalho forçado, de escravidão, de dor, de tristeza e desesperança. Em segundo FARAÓ, que representava o símbolo da opressão, pois ele era um rei opressor, seqüestrador, dominador, inimigo, enganador, mentiroso, cruel, acusador, ladrão e destruidor a semelhança do diabo.
Infelizmente muitas pessoas comemoram a Páscoa, demonstrando um completo desconhecimento da sua existência e origem, sem saber que ela é bíblica, e que se trata de uma festa dos judeus que foi iniciada por ordem direta de Deus. Está relacionada com a “décima praga”. Para que os judeus fossem libertos da escravidão egípcia, cada família deveria sacrificar um cordeiro para si, o sangue do cordeiro deveria ser colocado nos umbrais e verga da porta de cada casa. O juízo de Deus viria sobre as famílias que não tivessem a marca do sangue do cordeiro em suas portas. As famílias que tivessem a marca do sangue do cordeiro em suas portas seriam poupadas do juízo, Deus as protegeria, “passaria pôr cima protegendo”. Todas estas informações estão baseadas no livro de Êxodo capítulo 12:24-28.
A festa da Páscoa hoje pode ser diferente para você se Jesus entrar no seu coração e perdoar os seus pecados e lavá-lo com o precioso sangue que é a marca da vitória, a marca de Cristo na vida dos que realmente querem ser felizes.
É bom lembrar que coelho não põe ovo, e que em qualquer tempo, comer ou tomar um delicioso chocolate, não fará mal a ninguém, todavia mistura-lo as verdades bíblicas tentando confundir a mente das pessoas, é simplesmente um ato de oportunismo e enriquecimento daqueles que continuam aumentando os seus lucros e patrimônios enquanto outros continuam empobrecendo e morrendo sem Jesus. Que Deus ilumine a sua mente para que nos dias de comemoração da vitória de Jesus sobre a morte, a sua ressurreição, a verdadeira história do amor de Deus o reconcilie com os céus e o ajude a ter uma experiência pessoal com o salvador, o Senhor Jesus Cristo, o Filho de Deus que veio ao mundo para salvar os pecadores e livra-los das mãos dos opressores e do Diabo

Pr. Carlos Carnavalli.